José Vicente Jorge – Macaense Ilustre

Vicente Jorge merecia que o arrancassem do circunscrito anonimato semifamiliar em que tem permanecido desde o seu desaparecimento desta vida em 1948. E quem o arrancou desse semianonimato foram precisamente Graça Pacheco Jorge e Pedro Barreiros, os netos do biografado, que não são escritores, mas que retratam aqui não só o avô mas metade de um século da vida de Macau.