Casa e quarto em chinês

Estudar a etimologia, embora de forma amadora, tornou-se na minha grande paixão. Aprendi recentemente, por acaso, a palavra uigure “ئۆي” (öy), que significa simultaneamente “casa” e “quarto”. Esta descoberta conduziu-me à associação com os kanjis (caracteres japoneses, emprestados directamente do chinês clássico) utilizados para a palavra “quarto” em japonês moderno: “部屋”.

Rashomon

Num dos grandes clássicos da literatura moderna japonesa, “Discurso sobre Decadência” de Ango Sakaguchi (1906-1955), – ou Sakaguchi Ango, seguindo a ordem original, com o sobrenome primeiro, como prefiro escrever - encontra-se um ensaio sobre a terra natal da literatura, isto é, a literatura na sua forma mais primitiva, mais curta e mais directa.

A flexibilidade das línguas sino-asiáticas

Uma das minhas principais preocupações intelectuais é a “desinocentrização” de mim próprio, e é por esse motivo que estou a aprender línguas. Paradoxalmente, porém, quanto mais aprendo línguas mais me sinto sinocêntrico. De todo o modo, esta necessidade de aprender línguas permanece emocionalmente muito importante.