Série caracteres: 心 (coração)

Na evolução da língua chinesa, 心 xīn começou por ser basicamente o desenho (estilizado) de um coração e o seu significado era simplesmente “coração”, o órgão do corpo. Com o tempo, o desenho foi adquirindo formas mais estilizadas, ao mesmo tempo que passou a ter um significado mais abrangente, incluindo também os sentimentos, a mente e os fenómenos psicológicos em geral.

Série caracteres: 舌 língua (o orgão)

A mnemónica que sugerimos para este carácter é muito parecida com a de 言 yán, “a fala”, já analisado nesta série. Em ambos os caracteres aparece, na sua base, o desenho de 口 kǒu (“boca”). Mas enquanto que em 言 yán o que sai da “boca” 口 são linhas paralelas, como que sugerindo as ondas sonoras das palavras, em 舌 shé o que sai é algo de mais consistente, fazendo lembrar uma língua.

Contradições

Durante os três semestres que estudei mandarim na universidade em Pequim, poucas vezes foi explicada a origem ou a história que está por trás de um carácter ou palavra chinesa. Estes cursos de mandarim são intensivos – aprendem-se dezenas de novos caracteres por dia – e, por isso, há pouco espaço para esses apontamentos.

Série caracteres: 手 (mão)

Há caracteres que são mais expressivos do que outros. 手 shǒu, que significa “mão”, não é tão evidente na sugestão do seu significado. Na sua versão mais antiga, o desenho deste carácter sugeria uma árvore ramificada, em que o tronco representava a parte do braço junto à mão, ao passo que os ramos imitavam os dedos. Na versão actual, os ramos deram lugar a três linhas horizontais, que alguns relacionam com as linhas da palma da mão.

Série caracteres: 见/見 (ver)

Antes de mais há que referir que este carácter se escreve de maneira diferente na escrita simplificada (见) e na tradicional (見). Conservou-se melhor a simbologia do carácter na versão tradicional do que na simplificada, uma vez que este último consiste, como o nome indica, na utilização de menos traços para desenhar o mesmo carácter.