Rota das Letras: Yu Hua em dez palavras

Yu Hua nunca se separou da Revolução Cultural. É precisamente essa década da história contemporânea da China que continua a dar forma ao universo literário de um dos mais importantes nomes da literatura chinesa. Com Kafka aprendeu que escrever é um acto de liberdade. E admite que vai continuar a fazê-lo, mesmo com algumas das suas obras proibidas … Continue a ler Rota das Letras: Yu Hua em dez palavras

ROTA DAS LETRAS: A identidade de Grace Chia

Grace Chia nasceu entre mundos, vive entre a "chinesidade" e a "ocidentalidade" e tudo isto existe no que escreve. A autora de Singapura, que se expressa em inglês, tem oito livros publicados. Entre a prosa e a poesia, surge a raça, o género, a identidade. Falámos com a escritora em Macau, onde se encontra para participar no festival literário … Continue a ler ROTA DAS LETRAS: A identidade de Grace Chia

Rota das Letras: “No Interior da China é melhor não tocar em temas sensíveis”

O ilustrador de banda desenhada Wu Ziyuan nasceu em 1988 na província chinesa de Guangdong e começou por divulgar o seu trabalho no Weibo, uma plataforma de microblogues na China semelhante ao Twitter. Na sessão "Desenhando Palavras - A Arte da Banda Desenhada", que abriu a 6.ª edição do Festival Literário de Macau - Rota das Letras, discutiu-se o papal da BD como acto de resistência.