Cartoons de Ding Cong

Ding Cong (1916-2009), mais conhecido como Xiao Ding, é um dos mais aclamados cartunistas chineses. Numa tradução literal para a língua portuguesa, poderíamos referir-nos a ele como “Dingzinho” ou “jovem Ding”. De acordo com o próprio, a escolha de sua alcunha ocorreu por ser o filho do “velho Ding”, o Ding Song (1891-1972), renomado desenhista autodidata e fundador da Escola de Artes Plásticas de Shanghai.

Uma cidade chamada A-Má

Macau vive uma existência surreal. Numa superfície limitada, as vidas de Macau tecem-se de forma multidimensional. É esta reflexão que desperta a inspiração da escritora para o romance. Para melhor se inteirar do ambiente do casino, Yan entrou diversas vezes nas salas VIP, observou o comportamento dos intermediários, as regras praticadas no sector.

The Origins of the Tiandihui

As associações secretas são tema recorrente que tem dado origem a abundante bibliografia, em inglês naturalmente, já que em português sobre o assunto apenas existe um livro publicado e nada mais, o que é pena. Apesar dessa tal abundância bibliográfica em língua inglesa, as seitas continuam a ser um assunto mal estudado e essencialmente objecto de tratamento a partir de casos de polícia mais clamorosos.

O problema dos três corpos

A ficção científica chinesa tem galgado posição de destaque na cena literária internacional. Em 2015, Liu Cixin galardoou o prémio Hugo na categoria de melhor romance pela trilogia O Problema dos Três Corpos (Editora Tor Books, EUA, 2014) e, em 2016, Hao Jingfan obteve o prémio na categoria micro conto. UM TEXTO DE MÁRCIA SCHMALTZ