Sheng Keyi regressa à questão feminina em novo romance

 

the-womb_sheng-keyi.jpg

Capa de “子宫” (lê-se “zi gong” e significa “O útero), a mais recente obra de Sheng Keyi

Sheng Keyi volta a dar a voz à mulher. Com o novo romance “Zi Gong” (O útero), a autora regressa à questão feminina, abordando a vida de cinco mulheres na China contemporânea. Com chancela da editora taiwanesa Chiu Ko, o livro, disponível para já apenas em língua chinesa, aborda temas como as políticas de controlo de natalidade, que durante décadas proibiram as mulheres chinesas de terem mais do que um filho. “Sob o apertado controlo do sistema de planeamento familiar na China, as mulheres não têm o direito a reproduzir livremente. Cada útero é rigorosamente vigiado e os ventres pesados trazem às suas donas um peso adicional físico e mental”, escreveu a autora na sua página pessoal do facebook.
Autora de obras como Northern Girls, Death Fugue, Barbaric Growth e de várias colecções de contos, Sheng Keyi tem trabalhos traduzidos para inglês, alemão, francês, espanhol, entre outras línguas, e já venceu uma série de prémios literários, incluindo o Chinese People’s Literature Prize e o prémio de ficção Yu Dafu.
Sheng Keyi nasceu numa aldeia remota em Yiyang, província de Hunan, que deixou no início dos anos 1970, mundando-se para Shenzhen. Vive actualmente em Pequim.

Pode ler mais aqui sobre a autora.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s