Série caracteres: 土 (terra)

TERRA_2

Ilustração: Rui Rasquinho
Texto: 
Luís Ortet
Supervisão: António Lei (李子龍)

(pinyin) tóu (cantonês, Yale) TERRA

tu_ma

Outras romanizações a partir do dialecto cantonense: tou (Silabário) e tou2 (Jyutping)

 

 

A superfície da terra é o paradigma de todas as linhas horizontais e é igualmente o símbolo da solidez. Para alguma coisa se erguer com firmeza ela precisa de ter a sua base firme no solo – é o que sugere a linha vertical do desenho que, ao ligar-se às duas linhas horizontais transmite essa mesma ideia de solidez.
quer dizer “terra”, mas também “solo”, “terreno”, etc.
Ao aprender este carácter há que ter em conta a existência de um quase sinónimo, que é , que igualmente significa “terra”, etc, embora com uma conotação ligeiramente diferente, significando também o próprio planeta Terra, “território”, etc.
Juntos, os dois caracteres formam a palavra tǔdì 土地, cujo significado só poderia ser: “terreno”, “solo”, “território”.
Poder-se-ia dizer, até certo ponto, que o carácter tem uma conotação mais relacionada com o conceito físico e económico de “terra”, incluindo a sua participação nas palavras dìqiú 地球 (o planeta “Terra”) e dìchǎn 地产 (地產) (“propriedade”, “bens imobiliários”).
Ao passo que o carácter 土, embora basicamente com o mesmo significado, surge em muitas palavras em que a “terra” tem uma conotação mais ligada ao conceito de localidade e, até certo ponto, de pertença.
Um exemplo disso é tǔshēng 土生 (“nascido na terra”), palavra muitas vezes utilizada em chinês com o mesmo sentido que presentemente é dado, em língua portuguesa, à palavra “macaense”, isto é, os portugueses naturais de Macau. Tǔshēng 土生 é uma forma abreviada de tǔshēng púrén 土生葡人, “portugueses nascidos na terra”, uma expressão frequentemente utilizada em língua chinesa – pronunciada em cantonês como “tou sang pou ian” para designar os macaenses.
Os macaenses sempre desempenharam um papel fulcral na história de Macau (actual região administrativa especial da República Popular da China) enquanto entreposto comercial e cultural, devendo-se a eles igualmente um papel decisivo na edificação da colónia inglesa de Hong Kong, que viria a tornar-se uma importante praça financeira internacional, que ainda é.
O carácter (“terra”) é também um dos chamados “cinco elementos” da filosofia tradicional chinesa. Na verdade a tradução “cinco elementos” (como já tivemos oportunidade de referir num texto precedente) é um ostensivo erro, provavelmente derivado de uma projecção etnocêntrica dos tradutores europeus que, ao constatarem que os chineses também utilizavam conceitos como “fogo”, “terra” ou “água”, terão de imediato concluído que só poderiam estar a referir-se a algo de semelhante aos “quatro elementos” de Empédocles e Aristóteles. Mas não estavam.
A expressão utilizada pelos Chineses é wǔxíng 五行, em que quer dizer “cinco” e xíng quer dizer algo como “andamento” ou “movimento”, que nada tem a ver com a discussão da filosofia clássica grega sobre as unidades mínimas indivisíveis da constituição física do Universo – os elementos.
Aparentemente o conceito chinês de wǔxíng 五行 é a construção de um paradigma dos processos cíclicos de transformação na Natureza, em grande parte inspirado no ciclo anual das quatro estações e diário do dia e da noite, em que a Natureza ou Cosmos (tiān ) oscila entre o extremo yīn () do solstício de Inverno e da meia-noite ao extremo yáng 阳 () do solstício de Verão e do meio-dia.
Muitos chineses contemporâneos preferem traduzir wǔxíng 五行 como “cinco fases”.
Outra expressão muito popular para nomear as “cinco fases” na língua chinesa é jīn-mù-shuǐ-huǒ-tǔ, isto é 金木水火土, a mera enumeração dos caracteres correspondentes a cada uma das cinco fases: “metal”, “madeira”, “água”, “fogo” e “terra”. Em cantonês, dialecto falado em Hong Kong, Macau, na província de Guangdong e em diversas comunidades chinesas em países estrangeiros pronuncia-se “kam mok soi fo tou”.

(Texto editado. Publicado pela primeira vez em Outubro de 2007, no suplemento em língua portuguesa do jornal de língua chinesa de Macau Tai Chung Pou 大眾報)

Textos relacionados:

Aqui pode ficar a saber mais sobre sistemas de romanização/transliteração da língua chinesa.

Sabe o que são radicais?

Fique a conhecer todos os outros caracteres que aprendemos até ao momento.

Estamos no Facebook!

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s