Esconder o sorriso (II)

Luís Ortet

Voltando ao “mistério” das chinesas esconderem a boca quando se riem de uma piada (mais ou menos irreverente), a nossa colaboradora Yu Yin (余音), da província de Guangdong, responde que esse comportamento se enquadra no conceito antigo, dos tempos imperiais, de que é suposto as senhoras comportarem-se como verdadeiras shūnü (淑女), isto é, damas ou fidalgas, respeitando com rigor as regras do “bom comportamento”, do que se espera de uma mulher bem-educada.mulher de leque_final
Portanto, esse hábito generalizado, que tanto intriga os ocidentais, é uma forma das chinesas “mostrarem a sua cortesia e as suas boas maneiras”.
Mas para Yu Yin “esse comportamento já não é obrigatório nos dias de hoje. “Eu, por exemplo, não escondo a minha boca quando me rio e o sorriso pleno, não disfarçado, já é muito bem aceite”.
Portanto, acrescenta Yu Yin, é possível haver razões muito pessoais para essa atitude, pelo menos em alguns casos. “Poderá ter a ver com as pessoas não se sentirem seguras em relação à aparência dos seus dentes ou da sua boca, ou então ser um simples hábito herdado”.
Aliás, as entrevistadas japonesas do vídeo do youtube, que referimos no post anterior, confirmam essa versão, nomeadamente a japonesa casada com um americano nos Estados Unidos, que foi “pressionada” a alterar o seu visual, no que aos dentes diz respeito.
Mas last but not least, Yu Yin revela as possíveis origens desta tradição, que remontam à dinastia Tang. Trata-se do princípio 笑不露齿 (xiào bú lù chǐ), isto é, “(uma mulher) não mostra os dentes quando se ri”, que consta do livro 女论语 (Nü Lúnyǔ), título que, traduzido para português seria Analectos para Mulheres, e que no entanto preferiríamos traduzir como Analectos para Meninas, dado que na verdade o texto visa ensinar às jovens como se tornarem “senhoras bem comportadas”. Portanto, desejáveis esposas.
Diga-se, em nome do rigor, que o que na verdade vem escrito na versão original do 女论语 é 語莫掀唇 (yǔ mò xiān chún). Considerados um a um os significados destes caracteres são: () “linguagem”, incluindo as comunicações não verbais, como o riso; “não (não fazer)”; “levantar”; “lábio(s). Mas o significado fundamental do conjunto da frase é o mesmo da expressão, mais conhecida actualmente, que mencionamos acima.
O livro 论语 Lúnyǔ (Analectos) é uma referência incontornável da obra do filósofo chinês Confúcio. Nesse contexto, e perante o papel central da doutrina confuciana, no final da dinastia Tang foi escrito o Analectos para Mulheres, que passou a ser um dos Quatro Livros para Mulheres (女四书 Nü Sì Shū) da cultura tradicional chinesa.

Ainda sobre o tema:
Esconder o sorriso (I)

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s