A nossa visão chinesa do Solstício de Inverno

inverno3

FOTO: CATARINA DOMINGUES/EXTRAMUROS

 

Yu Yin

O Solstício de Inverno (冬至 dòng zhì) significa literalmente “chegada do Inverno”. Embora em locais como Macau e Hong Kong possa não parecer, em que o ambiente do Natal impera devido à forte influência ocidental nesses territórios, no Interior da China a festividade ainda é vista como importante.
Por exemplo, quer na minha família quer na do meu marido continua-se a celebrar o dong zhi, quer na vertente da reunião familiar quer na (incontornável…) vertente gastronómica.
Há mesmo um ditado chinês antigo, ainda muito repetido, que vai ao ponto de afirmar que 冬至大如年 (dòng zhì dà rú nián), isto é, “o Solstício de Inverno é tão importante como o Ano Novo Chinês”. O exagero desta afirmação visa sublinhar o estatuto dessa festividade, em termos do seu significado profundo. Por outro lado, quando o Solstício de Inverno chega, o Ano Novo Chinês não está longe…
Mesmo assim, em termos práticos, quer em Macau quer mesmo no Interior do País, as novas gerações acabam por prestar maior atenção à festividade do Natal que, devido à proximidade cronológica em relação ao Solstício, acaba por lhe absorver o impacto.
De acordo com a filosofia chinesa tradicional, no Solstício de Inverno o princípio yin, 阴气 yīn , atinge o seu ponto mais forte e, a partir daí, o princípio yang, 阳气 yáng qì, vai progressivamente retomando a sua força.
Esta é por excelência uma festividade da reunião familiar e algumas famílias consideram mais tolerável que algum membro esteja ausente da reunião do Ano Novo Chinês do que do Solstício de Inverno, tal a sua importância
Bem, agora vamos ao mais importante… Os chineses do Norte gostam de comer, por ocasião desta festividade, uns dumplings chamados jiǎo zi [tipicamente com recheio de carne picada ou vegetais envolvidos por uma fina massa de farinha de arroz], ao passo que nós, do Sul, preferimos os dumplings de arroz 汤圆 tāng yuán [bolas de arroz glutinoso]. Antes da reunião familiar fazemos oferendas aos nossos antepassados.
Ainda em termos gastronómicos, a diferença mais importante entre o Norte e o Sul é que para eles (os do Norte) os dumplings podem ser servidos como o prato principal da festa, ao passo que nós apenas comemos uma pequena taça de tang yuan a qualquer hora do dia, ao passo que no jantar de confraternização teremos uma ementa completa, com pratos de carne e de peixe, tal como acontece no Ano Novo Chinês, pois, como diriam os amigos portugueses, nós “não brincamos em serviço”…

2 thoughts on “A nossa visão chinesa do Solstício de Inverno

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s